quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Quem Sou



Sou daqui das Alagoas,
da Terra dos Marechais,
das praias, dos coqueirais,
sertão, canais e lagoas,
caju, cocadas das boas,
cana, melaço cheiroso,
sururu mais que gostoso,
se duvidar faça um teste.
Sou filho deste Nordeste
por isso sou orgulhoso.

Meu versejar nordestino
vem dos coqueiros da praia
como o mar que se espraia
sobre areal cristalino,
riso doce do menino
suspiro de sonhador
é santo sobre o andor
é tema de cantoria
um arrebol de alegria
na boca do cantador.

Vem do mar de Pajuçara
de beleza sem igual
princesa do litoral
que a natureza prepara,
coisa fina, jóia rara,
que hora é azul-turquesa
logo pra sua surpresa
toma o verde da esmeralda
formando bela grinalda
para uma nobre princesa.
(JAC-Zealberto)


------------------------------
Copyright 2008 by Zealberto©
All rights reserved. Maceió(AL), 2008
-------------------------------

6 comentários:

Lou Correia disse...

JAC, meu amigo!
Pense na alegria que senti ao ler-te por aqui. É isso mesmo, caro poeta, não só achaste o caminho das pedras, como podes ter certeza, muitas outras pessoas chegarão até aqui para deleite de suas essências lierárias, assim como sinto-me agora.
Muita luz, inspiração e vida feliz pra ti, sempre...
E viva o nosso "Movimento da Palavra"!
Recebe um cheiro bem cheirado, também,...rsrsrsr...da tua amiga
Lou.

lys disse...

Olá meu novo amiga Jac,

Quando fala da beleza da terra nada tenho a duvidar, foi por isso que me apaixonei. E quantas mil belezas ainda temos do que falar...
Foi bom te conhecer, tenho certeza que sua veia poética ainda estará mais latente com nossos encontros das quartas no " Movimento da Palavra".
Um cheiro bem nordestino, que tal cheirinho de melaço?
Lys

Valderez de Barros disse...

Oi, Zealberto!!!
És daqui das Alagoas, poeta nordestino, dos bons, descrevendo as belezas da natureza, que é pródiga em nossa terra, dando-lhe um colorido deslumbrante e harmonioso, num versejar da mais pura poesia.Parabéns, querido amigo!!! Um terno abraço!!!
Valderez.

Arlene disse...

Zé, você é um grande poeta. Gosto muito do que você escreve. Sua sensibilidade nos emociona. Você devia publicar um livro de poesias para mostrar seu lado poético. É, meu amigo, você está me devendo isso. Vou continuar cobrando, viu? Receba meu carinho e admiração. Da amiga Arlene.

Anônimo disse...

Meu pai amado, adorei seu blog, aliás adoramos tudo em você.
Como nos sentimos orgulhosas de fazermos parte de sua vida e aprendermos com seus ensinamentos sempre tão cheios de humor, sabedoria e verdade .
Como diz sua neta Tainah: "o meu avô é um dicionário ambulante".
Obrigada pela luz que você é em nossas vidas.
Beijos das mulheres que receberam a bênção de estar ao seu lado dividindo a mesma casa e as mesmas lições de vida, bebendo sempre da sua fonte.
Te amamos, Ana Paula, Tainah e Thamires.

Anônimo disse...

Meu pai amado, adorei seu blog, aliás adoramos tudo em você.
Como nos sentimos orgulhosas de fazermos parte de sua vida e aprendermos com seus ensinamentos sempre tão cheios de humor, sabedoria e verdade .
Como diz sua neta Tainah: "o meu avô é um dicionário ambulante".
Obrigada pela luz que você é em nossas vidas.
Beijos das mulheres que receberam a bênção de estar ao seu lado dividindo a mesma casa e as mesmas lições de vida, bebendo sempre da sua fonte.
Te amamos, Ana Paula, Tainah e Thamires.

5 de Setembro de 2008 21:33