terça-feira, 18 de novembro de 2008

Poemas de Mellina Torres Freitas

Mellina Freitas
.
.
Fina Inspiração
.
Mesmo sabendo que sou ausente,
andarilho cheio de paixão,
relembrando beijos eloqüentes
imortalizando-os em outros corações,
agora peço-te que sejas meu.
Com você seguirei eternamente,
linda flor, inspiradora dos meus versos,
estrela maravilhosa do universo.
Andando por eternas madrugadas,
decifrando a vida já decrescente,
estarei te esperando quando quiser, no mar.
.
.
.
O amor
.
O amor é como o mar,
convidativo e envolvente.
Às vezes devagar,
remando contra a corrente;
às vezes, por muitas vezes,
deságua dentro da gente.
.
O amor é como o vento,
pairando sobre a cidade.
Às vezes, brisa serena
soprando ao cair da tarde;
às vezes, por muitas vezes,
inconstante tempestade.
.
.
Mellina Torres Freitas nasceu em Maceió, é advogada, escritora e poeta. É membro do Grupo Literário Alagoano, da Academia Alagoana de Letras e Artes da Magistratura e Sócia Honorária da Academia Maceioense de Letras. Publicou o livro de poesias “O Vôo das Borboletas” (Editora Catavento, Maceió-AL, 2005), de onde foram extraídos os poemas acima. Prepara um livro de crônicas ainda sem título. Aos 24 anos enveredou pela política, seguindo a tradição familiar, e elegeu-se prefeita do município de Piranhas (AL), terra natal de seu pai, onde viveu grande parte de sua vida.

4 comentários:

Rubião disse...

Mellina:
Vejo-lhe agora adulta, trilhando como um rio seu curso rumo ao mar, vejo-lhe poetisa sonhando, um sonho em direção à felicidade. O seu Torres, parcela de seu sangue, é parte do farol que a iluminará sua caminhada.
Beijos do Tio Rubião.

Rubião disse...

Mellina:
Corrigir a última frase do meu comentário para: O Torres do seu nome, parcela de seu sangue, é parte do farol que iluminará sua caminhada.
Mais beijos.
Tio Rubião.

Chave da Poesia disse...

Olá Zealberto, foi um prazer visitá-lo e à Lêda!
Fico muito grata por nos linkar ao seu blog e comunico que o
VERSO & REVERSO também já está linkado ao ChavedaPoesia que ficou mais rico através de sua presença e de tão bons poetas!
Um abraço agradecido e sucesso!
Sylvia Cohin

Marília Rodrigues Alencar disse...

Lindas poesias, Mellina, belíssima "O amor". Escreve muitíssimo bem, de forma clara, objetiva, leve e romântica. adorei! Parabéns!