sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Poema de Judas Isgorogota (*)

Saudade
.

Mudos, olhando o embalo das maretas
os dois homens pararam; junto ao cais,
balouçantes, enormes silhuetas
.
de velhos barcos setentrionais
faziam retinir, como grilhetas,
os elos das correntes colossais...
.
Foi olhando essas naus, à Ave Maria,
na hora em que tudo em solidão se vê,
.
que aqueles homens rústicos, um dia,
choraram muito sem saber porquê...
.

(*) Judas Isgorogota (Agnelo Rodrigues de Melo) nasceu em Lagoa da Canoa, Alagoas, (1921) viveu em Maceió, mudou-se aos 23 anos para o Rio de Janeiro e depois para São Paulo onde ganhou projeção internacional e veio a falecer em 1979. Publicou 15 livros de poesias, uma novela e cinco de poesias infantis. Parte de sua obra poética traduzida para vários idiomas (francês, inglês, alemão, espanhol, italiano, húngaro, árabe, checo e lituano). Com toda essa bagagem é quase um desconhecido em sua terra.

10 comentários:

Anônimo disse...

É verdade. Eu não conhecia esse poeta, pelo que vi ele deve ter feito coisas muito bonitas.`Por que o nome dele não é divulgado? Uma pena.
João Luiz

Blog do Etevaldo disse...

Quase esquecido, lamentavelmente... Estive recentemente em Lagoa da Canoa. Há um portal em que se diz: TERRA DE HERMETO PASCOAL E DIDA (ex-goleiro da seleção brasileira de futebol).(Etevaldo)

sandy disse...

Mas agora o seu nome será lembrado, pois está sendo produzido um documentário sobre a cultura da Cidade, onde ele é um dos homenagiados. Cultura está que muitas pessoas não conhecem, mas vão ficar muito emocionadas ao ver como a Cidade é rica em cultura.
Sandreany.

Carmela Garçon disse...

A poesia A ESCALADA marcou minha adolescência e ate hoje marca, sinto um profundo sentimento de respeito ao escritor de que só agora, agorinha mesmo,fiquei sabendo o nome. Parabéns a Lagoa da Canoa, por tao ilustre filho.Sempre que solicitada a declamar , nunca deixo de aproveitar e já comovida inicio VÊS ? Tentamos os dois........

SIDNEI RODRIGUES disse...

Há duas explicações plausíveis para a ignorância popular sobre Judas Isgorogota. Primeira: Quem nunca ouviu o famoso adágio popular: " santo de casa não faz milagre " ? Segunda, e mais provável: Judas Isgorogota não faz literatura com estereótipos do tipo negro serviçal e ignorante ou da mulata que quanto mais escura, mais lasciva é.

Daniel Gargula disse...

Sinto-me orgulhoso em ser um apreciador do Isgorogota e tê-lo como uma das minhas inflências poéticas! Caso queiram visitar minha Adega da Alma, onde coloco meus versos, serão bem vindo pois nunca quero mal aos que vem de longe!!!

Herman Lepikson disse...

Para quem quer saber tudo sobre Judas Isgorogota eis o endereço do site www.judasisgorogota.webnode.com

Carlos Augusto Trévia disse...

Há muitos poetas que são pouco conhecidos,e muitos são pouco divulgados. Vou citar um para que as pessoas acessem o seu site: J. G. de Araújo Jorge. Além das poesias, ele é autor de um romance que tem uma linda história: Um Besouro contra a Vidraça.

Carlos Augusto Trévia disse...

Não estou conseguindo encontrar a poesia de Judas Isgorogota denominada Recordações do Natal. Alguém pode ajudar-me?

Carlos Augusto Trévia disse...

J. G. de Araújo Jorge é outro poeta pouco lembrado.